Páginas

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

DANDO UM PULINHO EM BONITO


 BONITO É PRA LÁ DE BONITO !
Bonito é um município brasileiro da região Centro-Oeste, situado no estado de Mato Grosso do Sul. 
 
Pólo do ecoturismo em nível mundial, suas principais atrações são as paisagens naturais, os mergulhos em rios de águas transparentes, cachoeiras, grutas, cavernas e dolinas.
Juntamente com Jardim, Guia Lopes da Laguna e Bodoquena, é o principal município que integra o complexo turístico do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, apresentando grande potencial turístico.
Com o objetivo de incrementar o ecoturismo o Programa de Desenvolvimento do Turismo, recentemente houve investimentos de mais de R$ 130 milhões em obras e programas de saneamento, pavimentação e incentivo ao ecoturismo na região da Serra da Bodoquena.
Foi fundada em 1927 e com a criação do território Federal de Ponta Porã, pelo Decreto-Lei nº 5.839, de 21 de setembro de 1943, é lhe anexado como Distrito de Paz de Miranda. 
Por força do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias da Constituição Federal, é reintegrado ao estado de Mato Grosso, na mesma situação de Distrito pertencente ao Município de Miranda. 
Finalmente a Lei Estadual nº 145, de 2 de outubro de 1948, eleva-o a categoria de Município, tendo por sede a cidade de Bonito, constituindo termo judiciário da Comarca de Aquidauana, com um único Distrito, o da sede municipal, situação mantida pelo Decreto nº 1.738, de 30 de dezembro de 1953, que fixou o quadro territorial administrativo-judiciário do Estado, para vigorar no quinquênio 1954-1958.
Em 1977 o município passa a fazer parte do atual estado de Mato Grosso do Sul.
O turismo em Bonito baseia-se principalmente nos recursos naturais locais.
O rio Formoso e sua fauna e flora é um local de visita conhecido, bem como o Balneário Municipal e a Gruta do Lago Azul.
É a principal cidade turística da região da Serra da Bodoquena (juntamente com Bodoquena, Jardim e Guia Lopes da Laguna), sendo o turismo a principal atividade da região há muito tempo, além de estar em constante evolução buscando a interferência mínima na natureza. 
Bonito reúne um conjunto de equipes, empresas, ONGs e órgãos governamentais que buscam organizar e coordenar o ecoturismo, visando sempre a sustentabilidade local e a conservação da natureza. 
A cidade tem seu próprio gestor de turismo, o Bonito Convention & Visitors Bureau, este que gerencia mais de 30 opções turísticas na região
  
Atrações naturais

Abismo Anhumas

Rapel de 72 metros por uma fenda na rocha leva a uma caverna com formações e um lago de águas cristalinas.

Cachoeiras do Aquidaban

Num total de onze cachoeiras entre 5 e 120 metros de altura (sendo a mais alta uma das maiores da região, com visão panorâmica da Serra e da planície pré-pantaneira). Se avista também uma imensa área de cerrados e matas totalmente preservadas que pertencem à Reserva Indígena Kadiwéus, conhecidos também pela alcunha de os índios cavaleiros.

Cachoeiras do Rio do Peixe

Localizado na Fazenda Água Viva, possui rios de águas potáveis, cachoeiras e fauna com macacos, araras, tucanos, entre outros.

Gruta do Lago Azul

Considerada como Monumento Natural, foi tombada pelo IPHAN (em três dos quatro livros do tombo: etnográfico, paisagístico e arqueológico). Está situada na Unidade de Conservação das Grutas do Lago Azul e Nossa Senhora Aparecida.

Gruta do Mimoso

Uma das mais belas cavernas do mundo para o mergulho autônomo. A profundidade máxima atingida fica em torno de 18 m. Possui um salão imenso com formações calcárias de quase 8 m de altura, lembrando uma paisagem lunar.

Grutas de São Miguel

O acesso às grutas é feito parte por uma trilha suspensa de 180 metros de comprimento que permite caminhar por entre as copas das árvores do cerrado, levando o visitante até a gruta principal, onde existe uma rica variedade de espeleotemas e outras formações calcárias. Ali também habita a coruja Suindara (Tyto Alba).

Parque das Cachoeiras

Trilha pela mata ciliar do Rio Mimoso, onde se observa a fauna e flora local. Possui seis cachoeiras formadas por tufas calcárias e pequenas cavernas.

Parque Ecológico Rio Formoso

Possui uma mata ciliar margeando o Rio Formoso. Subindo o Morro da Piúva avista-se ao longe a Serra da Bodoquena. A flora exuberante atrai pássaros e animais silvestres. A caminhada de 2.300 metros termina no “Deck Paraíso” onde se inicia a descida do Rio Formoso.

O Passeio Alto Formoso, localizado numa antiga empresa de mineração e exploração de calcário, hoje com a área destinada ao ecoturismo, é o maior projeto de recuperação de área degradada da região, colocando novamente Bonito como modelo em conservação e ecoturismo.

Reserva Ecológica da Baía Bonita

Possui uma trilha que leva até a nascente principal, de onde se inicia um percurso de 900m nas águas cristalinas da nascente do rio Baía Bonita com piraputangas. Ao longo do rio Baía Bonita vivem aproximadamente 30 espécies de peixes. Também pode-se observar animais da região, alguns ameaçados de extinção, como lobo-guará, cervo-do-pantanal e o jacaré-do-pantanal. Além destas espécies, há outros recintos com emas, antas e serpentes. Os animais fazem parte do programa que visa a preservação de espécies em extinção. Ali também o Museu de História Natural da Baía Bonita.

 ARREPENDIMENTO
 PALAVRAS DO TOUREIRO:
"E de repente o touro parou e olhou para mim. Com a inocência de todos os animais em seus olhos, mas também com uma súplica. Foi o olhar de uma injustiça inexplicável, o recurso contra a crueldade desnecessária. Desta vez tive pena de mim mesmo, e eu me senti o pior lixo do mundo."

 

2 comentários:

  1. Reproduzo seu título:
    "BONITO É PRA LÁ DE BONITO !"

    ResponderExcluir
  2. Carmen Lins de Carvalho28 de janeiro de 2012 16:30

    BONITO, é bonita, é bonita e é bonita!

    ResponderExcluir