Páginas

sexta-feira, 8 de junho de 2012

CURTINDO A EUROPA - ANNECY, FRANÇA



Viajar está entre os mais encantadores privilégios que tenho na vida. Por este privilégio, expresso gratidão e reconhecimento, valorizando cada nova viagem, dedicando a ela, tempo para pesquisa e planejamento, almejando o conhecimento. Viajo com curiosidade, admiração, reconhecimento e respeito pelas diferenças culturais, pelas pessoas e por seus costumes, ainda que possa divergir deles.
É assim que o mundo tem se revelado ainda mais fabuloso, e quanto melhor o vejo, mais o percebo como ele é, não como o imagino ou desejo.
Com a pesquisa e o planejamento, cerco-me do que agrega valor às minhas viagens. 

UMA CIDADE FEMININA
 
Conhecer Annecy uma vez é o suficiente para nunca mais se esquecer desta cidade encantadora. E foi uma das melhores aventuras de minha vida.

Annecy é 'a Veneza francesa' e há quem a conheça só por ser ponto de chegada numa das etapas da volta à França. Mas quem não conhece devia mesmo conhecer.
Fica nos Alpes Franceses, entre Chambéry e Genebra.
Ela está também próxima a duas regiões bem badaladas: Monte Mont Blanc e Genebra. Para chegarmos a Annecy, atravessamos o túnel do Mont Blanc (11,9 kms) e seguimos pela estrada para Genebra.
É uma cidade que te dá vontade de sentar e pintar um quadro do que se está vendo, pois, tudo lá foi feito para ser estampado num quadro.
Annecy tem um lago lindo de águas de degelo com uma cadeia de montanhas maravilhosas logo atrás. 
É impossível apenas passar por lá. É preciso sentar, respirar, namorar e, lógico, fotografar. Observando as pessoas naquele lugar você decide, de uma vez por todas, que nunca mais vai querer morar numa cidade grande.
 O que mais me inspirou fotos às margens desse lago foram os bancos e os arranjos florais. Sinto até que tirei fotos além do normal. Aliás, tenho esse sério problema como fotógrafa. 
Eu não consigo parar de fotografar algo que me tira o chão. Parece que alguma parte do meu cérebro acredita que a máquina fotográfica é capaz de sugar aquela imagem e que, quando eu desejar, é só apertar um botão que a imagem se concretiza pra que eu a aprecie quantas vezes quiser. 
Só pode ser essa a explicação pra tal distúrbio ou eu posso ser descendente de japonês. Por que não? 
 
A chamada "Veneza dos Alpes", assim apelidada porque os braços do Lago Annency e do rio Thiou que lhe dá origem "obrigaram"  que a cidade ainda com muitas características medievais fosse construída sobre as suas águas dando por isso origem a inúmeras pontes, canais, açudes e cais "particulares", em muito parecida à conhecida cidade de Itália, mas muito menor e claro, salvando as devidas diferenças arquitetônicas e culturais. 
Uma cidade decorada com flores de muitas cores, característica de muitas povoações dos Alpes, com um ambiente moderno, alegre e descontraído. 
E o "trânsito" ininterrupto ao redor do lago, na ciclovia ali existente, de ciclistas, patinadores, mães a patinar e a empurrar carros de bebês, corredores e de muitas pessoas em plena atividade física e de lazer, uma "roda viva" que deu gosto ver ! 
 Também chamada de 'a antiga Roma dos Alpes'. Chamava assim antes de acontecer a Reforma Luterana. Naquela época foram construídas catedrais, mosteiros e basílicas lindíssimas !
A pequena cidade de Annecy pertenceu a Genebra, mas na revolução francesa foi anexada ao Departamento de Mont Blanc tornando-se francesa. Atualmente é chamada a Veneza dos Alpes por ser cortada por um canal no centro da cidade.
Ali o tempo debulha as horas como se estivesse rezando, porque exala quietude, com sua paisagem formada por montanhas e construções medievais. Como muitas cidades da velha Europa, as construções em pedra predominam nas estreitas ruas que evocam o passado de lutas com vitórias e derrotas, que marcaram a história do país.
A beleza do Lago d´Annecy, onde tremulam as imagens das montanhas, tocou-me profundamente a alma.
 Pensei em como teria sido bom se a gente ficasse ali até 6 de outubro, quando acontece a Fête du Lac, realizada todo ano, com seus incríveis efeitos pirotécnicos!
O que me atraiu ali foi realmente a beleza do lago de águas verdes que se presta a várias atividades esportivas naquela região da Savoia. Por isso mesmo Annecy foi escolhida para representar a França nos Jogos de Inverno de 2018.

A Pequena Veneza de Savoia recebe no canal principal que corta a cidade, a visita dos patos e pássaros que sobrevoam as águas o tempo todo. Charmosos restaurantes e cafés estão por todo canto ! 
Ali servem pratos de massa com frutos do mar. Muitos deles com champignons. Há quase sempre uma feirinha de deliciosos queijos regionais com vinhos especiais, ervas e frutas vermelhas. O Palais de I´lle que foi outrora prisão, fica bem no meio do canal florido. 
 O Palais de l'Isle, que é o emblema da cidade e é hoje o Museu de História de Annecy, foi no passado e durante dois séculos, palácio da justiça e prisão.
O Chateau Annecy, muito bem cuidado, hoje transformado em museu, é atração para os que ali comparecem.
Como sempre a presença das flores coloriram as margens do rio de tal forma, que me deixei debruçar por alguns minutos numa das pequenas pontes que enfeitam o canal, num esforço para trazer aquela lembrança para meus sonhos. Coisa de encantamento mesmo !
Sabia que iria me apaixonar por Annecy tão logo pisasse ali, graças à boa vontade de meu marido, que dirigiu de Milão até lá e foram 500 quilômetros, apenas para que eu a conhecesse pessoalmente, pois, havia dois anos que ela fazia parte dos meus sonhos de viagem.
No dia seguinte à nossa chegada, fomos até o embarcadouro, onde adquirimos os bilhetes para um passeio de barco pelo lago, que durou uma hora.
Estava muito frio; as pessoas ficaram resguardadas no interior do barco, mas é claro que fiquei do lado de fora do barco, a fim de nada perder e tudo fotografar ! E meu marido, como sempre, fez-me companhia no frio !
 O Lago Annecy é famoso por ser um dos lagos mais limpos do mundo e é o segundo maior lago da França. Foi formado há cerca de 18000 anos, durante o degelo dos grandes glaciares alpinos.
A Igreja Notre Dame de Liesse, foi construída de 1846 a 1851 em estilo neoclássico e foi inaugurada em 1854. Sobre a fachada foi colocada em 1931, uma estátua dourada de Nossa Senhora, com uma altura de 2,20 metros.
O lago de Annecy é grande, ladeado por montanhas e com água verde transparente. No lago é possível velejar, remar, nadar e até pescar (tem placas que avisam que se pode pescar no máximo três trutas por pessoa com no mínimo 25cm de comprimento).
Certamente a truta que comemos foi pescada ali ! Do lago, partem canais rasos, de água límpida, que cruzam as ruas do centro antigo.
Annecy é mesmo um sonho. Caminhamos calmamente pelas ruazinhas de pedestres, fizemos uma caminhada pelo parque que tem à beira do lago. Várias pessoas caminhando e correndo, muito legal !
Annecy é uma cidade bonita e é o lar de um número de lugares e monumentos importantes:
- O Palais de l'Ile (ver fotografia acima), também chamado o "antigo presídio", foi construído no século XII. O Palais de l'Ile era uma casa tribunal e uma prisão e dentro pode-se ver as celas de prisões anteriores e assistir a um documentário sobre sua arquitetura. É o símbolo da cidade e está entre os monumentos mais fotografados em toda a França.
- O Château d'Annecy foi a casa dos condes de Genebra. No século XVI, a entrada do castelo foi enriquecido com uma passagem parapeito. A parte mais antiga do castelo é o Tour de la Reine, que foi construída no século XIII. A partir do século XVII à década de 1940 era um quartel e hoje abriga um museu com exposições de Arte e História da área.
- A Catedral de Saint-Pierre construída no século XVI era a catedral de François de Vendas, e é o lar de uma série de obras de arte e peças barrocas do século XIX. Fora da catedral, do século 16, o Hotel Lambert foi a casa de Francisco de Sales (Bispo de Genebra, 1601-1622). 
O palácio do bispo, que fica ao lado da catedral, foi construído no século XVIII. Pode-se caminhar sobre a ponte para o jardim do palácio do bispo e ao longo das Quai Warens Madame De à Rue de la Republique. A partir da Pont de la Republique tem-se uma vista do Thiou.
O Thiou River é um dos mais curtos rios da Europa. Possui apenas 3,5 quilômetros, que passam pelos canais que atravessam Annecy tornando-a uma cidade tão bonita.
- A Porte Sainte-Claire, portão é uma das entradas para a cidade e ao lado dele é a Casa Gallo, que tem uma fachada do século XVIII. 
Annecy está situada a 448 metros acima do nível do mar, na ponta norte do Lago de Annecy no norte dos Alpes franceses. Ela está situada entre os maciços de Bauges ao sul e Bornes ao leste, separados pelo lago e a colinas e planícies de Albanais e de Genevois ao oeste e norte. A cidade ocupa uma posição estratégica nas rotas entre Itália, Suíça e França.
Por essa razão, não foi tão difícil da gente ir até lá, embora estivesse a 500 quilômetros de Milão.
O clima é do tipo montanhoso em função da presença do Semnoz, do konte Veyrier e também de Bauges e Bornes. Os efeitos do clima frio são atenuados pela presença do lago, mas os invernos são geralmente frios em virtude da altitude da cidade.
O primeiro povoado foi criado pelos romanos no século I a. C. e se chamava Boutae. Com a queda do Império Romano, a região se torna palco de várias invasões incluindo a dos povos germânicos, burgúndios e mais tarde dos francos, o que traz muita insegurança ao local. 
Os sobreviventes destas invasões se refugiaram nas colinas vizinhas, e foi somente no século XI que uma nova cidade começou a se formar nas margens do rio Thiou, próxima a uma torre de defesa e protegida por edificações que haviam sido construídas. Estas edificações se tornariam mais tarde o Castelo de Annecy.
Ficamos num hotel encantador, que recomendo a todos ! Hotel Au Faisan Doré.
 Esta é a lateral dele, onde fica o estacionamento:
Esta maravilhosa e incomum árvore, (ao menos para nós) encontrei na França, na Bélgica e na Alemanha.
É a Platanus, da família do Platanacea.
Há o Platanus acerifolia, o Platanus acerifolia TREMONIA, Platanus orientalis, e finalmente, o Platanus orientalis digitata.
Estas árvores não crescem espontaneamente, há trabalho a fazer em torno delas para levá-las nessas formas: inicia-se desde seu início, quando ainda são pequenas.

Você tem que saber exatamente o que e como fazer para obtê-las desta forma.
Para obter as formas das árvores da foto, há uma necessidade de acompanhamento, pelo menos, anualmente.

Annecy possui uma história rica e mais antiga que a maioria das cidades dos Alpes franceses. Vestígios de vilas datando o período Neolítico (ou idade da pedra polida) foram encontrados próximos aos rios da região.
Apaixonei-me por ela e pretendo voltar e ficar um pouco mais de tempo, para matar a saude.
 FOLLOWING THE LEADER

6 comentários:

  1. Carken Lubs de Carvalho8 de junho de 2012 18:11

    Carmen Lins de Carvalho escreveu
    "A gente viaja às custas $$$$ de Denise. Legal conhecer Annecy.

    ResponderExcluir
  2. Acabei de voltar de uma bela viagem pela Europa, que incluiu Annecy. Assim como você, me apaixonei pela cidade! Uma das mais belas que já tive o prazer de ir! Adorei suas descrições!

    ResponderExcluir
  3. Acabei de voltar de uma bela viagem pela Europa, que incluiu Annecy. ME apaixonei pela cidade, assim como você. Adorei suas descrições da cidade!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns ao casal !!

    ResponderExcluir