Páginas

terça-feira, 5 de junho de 2012

CARLOS GOMES ROUBADO



LADRÕES APAGAM REFERÊNCIA À MEMÓRIA DE CARLOS GOMES
 Marino Ziggiatti, presidente do CCLA, mostra o vazio no local onde ficava placa-símbolo do nascimento de Carlos Gomes
(Foto: Alessandro Rosman/AAN)


Correio Popular - 04/06/2012 - 22h39

Uma placa de bronze que marcava a localização da casa onde nasceu o maestro e compositor Carlos Gomes foi furtada na madrugada do dia 25 de maio. O marco, que tinha esculpida a imagem de uma harpa rodeada por louros, decorava a fachada do Edifício Cidade de Campinas, na Rua Regente Feijó, 1.251.
O crime só foi divulgado ontem por Marino Ziggiatti, presidente do Centro de Ciências Letras e Artes (CCLA), espaço cultural que preserva em Campinas o maior acervo histórico sobre o maestro. De acordo com Elaine Bernardo da Silva, funcionária do condomínio, a placa vinha sendo dilapidada há alguns dias, por desocupados que passavam de madrugada pela frente do prédio e roubavam lascas.Na sexta-feira da semana retrasada, a peça inteira foi levada. Foi registrado um boletim de ocorrência na polícia.
A placa foi originalmente afixada em 1905, um ano depois que César Bierrembach (um dos fundadores do centro cultural) começou a montar um museu que levaria o nome do maestro. Mas o imóvel onde Carlos Gomes nasceu não existe mais e para que a história não desaparecesse, o CCLA afixou a placa na fachada do novo prédio. A iniciativa foi tomada em 1956, ano da inauguração do museu idealizado por Bierrembach.
A notícia do furto deixou Ziggiatti desapontado. “Aquela placa fazia referência à casa onde nasceu o filho mais ilustre da terra. É uma pena que os mais jovens não sejam educados para preservar nossos valores”, disse. O dirigente informou que o centro busca apoio da comunidade para a fabricação de um novo marco. Talvez seja uma peça em mármore gravado.
  
COMENTÁRIO DA DENISE:
 O que mais falta acontecer em Campinas ?
ROUBARAM a placa centenária que se encontrava no local onde foi um dia a casa onde CARLOS GOMES nasceu. Se Campinas tivesse respeito e consideração por seus grandes nomes, coisa que não tem, a casa onde o maestro nasceu ainda estaria lá, intacta e protegida e seria ponto turístico. Como não é o caso, agora nem a placa está lá !
Ofereço-me para pagar uma nova placa, que terá que ser de mármore, para que também não seja roubada. Srs. da administração pública de Campinas, parem de ficar se degladiando por cargos eletivos e cuidem mais desta cidade, que mais parece um trem desgovernado...
 

OLHOS PENETRANTES 
 
 

2 comentários:

  1. Recebi por e-mail ontem, do meu amigo José Roberto Franco da Rocha:

    Querida Amiga
    Você nem sequer pode imaginar o vazio da minha internet sem as postagens do seu blog.
    Esteja certa: perdemos muito. Em contrapartida, você perdeu inimagináveis quiprocós dos próceres da nossa república. Serão necessários mutos dias de atualização.
    Bem vinda. Saúde e alegria são a base de tudo.
    Beijos.
    Roberto

    ResponderExcluir