Páginas

domingo, 14 de novembro de 2010

FIM DE TARDE

relojes web gratis
SERENATA DO ADEUS - Bethânia

Especialmente para a Carmen, minha querida amiga que tem nome-de-ópera !



Serenata do Adeus  
Composição: Vinicius de Moraes
Ai, a lua que no céu surgiu
Não é a mesma que te viu
Nascer nos braços meus
Cai, a noite sobre o nosso amor
E agora só restou do amor
Uma palavra : Adeus
Ai, vontade de ficar mas tendo que ir embora
Ai, que amar é se ir morrendo pela vida afora
É refletir na lágrima, um momento breve
De uma estrela pura cuja luz morreu
Ai, mulher, estrela a refulgir
Parte, mas antes de partir
Rasga meu coração
Crava as garras no meu peito em dor
E esvai em sangue todo o amor
Toda desilusão

Ai, vontade de ficar mas tendo que ir embora
Ai, que amar é se ir morrendo pela vida afora
É refletir na lágrima um momento breve
De uma estrela pura cuja luz morreu.
------------
FRASE DA VEZ:
 "A gente não faz amigos, reconhece-os." (Vinícius de Moraes)
-------------
VOCÊ TEM ALGUM PRECONCEITO ?
 ----------------

4 comentários:

  1. Maravilha, Denise. Obrigada pela postagem. Só você mesmo!

    ResponderExcluir
  2. Denise! Até chorei de tanta emoção, e ainda com a interpretação de uma deusa - Maria Betânia.

    ResponderExcluir