Páginas

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

VÍDEO GAMES E AS CRIANÇAS

 CAUSAM DEPRESSÃO, FOBIA E ANSIEDADE
           Vício em games pode causar depressão, fobia e ansiedade em crianças e adolescentes. O problema afetaria aqueles que jogam em torno de 30 horas semanais.

VÍDEO GAME
                 Excesso de jogo pode causar depressão, fobia social e ansiedade em crianças (Thinkstock)
                 Para que os excessos sejam considerados doença, precisam afetar várias áreas da vida da criança ou adolescente, como desempenho escolar, relacionamento com amigos e familiares.
               Os pais já podem recorrer a uma tese científica para regular o tempo que as crianças passam diante do videogame. Estudo que será publicado na edição de fevereiro da revista Pediatrics defende que a dedicação excessiva aos games pode causar depressão, fobia social e ansiedade em crianças e adolescentes.
               Para a realização do estudo, 3.034 estudantes do terceiro ao oitavo ano (equivalente ao ensino fundamental brasileiro) de cinco escolas de Singapura, na Ásia, foram questionados acerca de seus hábitos de jogo. Os resultados mostraram que 9% dos estudantes podem ser considerados jogadores patológicos, segundo padrões da Associação Americana de Psiquiatria: eles dedicam, em média, 31 horas semanais aos games. Já os estudantes que não foram considerados viciados chegaram a 19 horas semanais.
              “Ao se tornarem viciados, crianças e adolescentes têm mais chances de desenvolver depressão, fobias sociais e ansiedade. Além disso, podem ter as menores notas na escola”, diz Douglas Gentile, um dos autores da pesquisa. “No entanto, o problema não ocorre durante toda a vida: quando a criança deixa o vício, esses sintomas diminuem”, acrescenta.
Para que os excessos de videogame sejam considerados doença, é preciso que afetem várias áreas da vida, como desempenho escolar, relacionamento com amigos e familiares.

COMENTÁRIO DA DENISE:
Mas duro mesmo, é quando os avós enxergam o problema, falam sobre o problema para os filhos, que são os pais destas crianças... e não acontece nada.
Falo de netos, ou melhor, de um neto, que mal completou 9 anos e já está completamente dependente desta porcaria de vídeo game ou da TV.
Está ficando gordo, vive cansado e não conversa com a gente e nem nos cumprimenta quando chegamos em sua casa.
Mas, culpados são os pais, que não tem voz ativa e não tem ascendência sobre os filhos. 
Meu pai costumava dizer que "criança não tem querer" Pode parecer despotismo ou atraso, mas é assim que tem que ser.
É claro que, hoje, temos que conversar mais com eles, negociar até, mas essa história de que não se pode contrariar as crianças é pura asneira.
A impressão que tenho é que hoje em dia, as crianças é que mandam nos pais !...
Os pais tem medo de enfrentá-las !
Não há nada que uns bons tapas ou um bom castigo não resolva.
Sem contar que é mais cômodo que as crianças fiquem babando em frente da telinha, pois, assim dão sossego.
 A que preço, pergunto eu ?
Estamos criando monstrinhos...

 PENSANDO NA VIDA
 

2 comentários:

  1. Bronca de avó é bronca séria ...!!!
    Rogoldoni

    ResponderExcluir
  2. rsrs... os pais não vão gostar nadinha, se lerem isso, amiga... mas...é assim que é...rsrs...

    ResponderExcluir