Páginas

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

A ARTE DE SER PALHAÇO


A ARTE E A SINGELEZA DO PALHAÇO
                       Palhaço (termo possivelmente derivado do italiano omino di paglia, ou "homem de palha"), é o artista que, em espetáculos circenses ou em outros, se veste de maneira grotesca e faz gracejos, momices, pilhérias e trejeitos, às vezes combinados com malabarismos, para divertir o público.
                         Embora vinculado imediatamente aos circos, o palhaço pode atuar também em espetáculos abertos, em teatro, em programas de televisão. É, pois, o personagem que tem a tarefa de entreter o público durante e, com frequência, entre as apresentações, especialmente no circo. É geralmente vestido de um jeito engraçado, com trajes desproporcionados e multicoloridos, com aplicações de pinturas (maquiagens) especiais e acessórios característicos. 
                   Entretanto, há também o palhaço mais dramático, melancólico, ou romântico (por exemplo, alguns palhaços já têm aplicada uma lágrima em seu rosto e roupas relativamente simples), além do que há as versões contrárias (símbolo do "mal", em contraste com o "bem"), casos estes em filmes ou em literatura de horror, pavor ou terror. 
                Na linguagem comum, o termo também pode ser referido como uma característica do comportamento de uma pessoa não confiável ou não acostumado a levar a sério um argumento.
FRASE DO DIA:
 “Estou sempre alegre e essa é a melhor maneira de resolver os problemas da vida.” (Chaplin)
CASCATA VERDE
 

Um comentário:

  1. É maravilhoso!
    Quando criança, meu preferido era o Carequinha.

    ResponderExcluir